23 outubro 2011

Me permitindo

Às vezes é bom se sentir assim....como se nada estivesse ao nosso alcance, como se nada estivesse sob controle. Até porque, prefiro viver sem nenhuma certeza do que ter a certeza de que não estou vivendo.

A cada dia que passo, percebo que as surpresas que acontecem quando a gente não espera nada, são o que dão graça pra nossa existência. E a cada dia percebo que a percepção do mundo, o seu mundo, o meu mundo, é algo muito relativo.

Só sei que tenho a certeza de que não quero ter certeza de nada. E estou ai...me preparando para algo que não sei, mas sei que tem muita coisa boa vindo ai.

Os tropeços nos ensinam a levantar, e a tomar cuidado. E olhando para o passado, vejo que o meu presente é total reflexo disso. Talvez seja algo repetitivo, mas é algo que é muito real e presente.

E assim, vou me permitindo.
Feed
Assine o Feed do Desventuras para acompanhar o blog no seu agregador favorito, ou receba gratuitamente todos os posts por e-mail

Deixe o seu comentário: