28 novembro 2011

Bobo da Corte

Eis que corro em disparada rumo à sala escura.
O silêncio martela na minha cabeça.
As cadeiras vazias me confortam.
O barulho do teclado é ininterrupto.

As palavras voam assim como as luzes que passaram na Castelo.
Cansado de meias palavras.
O trailer começa.
Vou viajar e já volto ao martírio temporário.

As luzes já estão acessas.
Idéia fixa.
Vi isso em algum livro, ou filme,
não lembro ao certo.
Depois da sessão pipoca,
tenho a certeza que sempre tive.
Nada mudou, foi só mais um dia.
E brigo por alguns minutos comigo mesmo e outro tolo.

O tipo de piada que só vai entender
no meio de uma reunião importante.
E ai vou descontrair o clima.
Mais uma vez o bobo da corte tem pressa.
Não ouço mais nada.

Even that I could,
I guess that I don’t wanted this anymore.
Just some crazy things pass in my head when we stay…
...in some quiet place.

As luzes já estão acessas.
O lanterninha, muito educado, me acorda,
pois a sala já vai ser fechada.
Feed
Assine o Feed do Desventuras para acompanhar o blog no seu agregador favorito, ou receba gratuitamente todos os posts por e-mail

Deixe o seu comentário: