22 novembro 2011

Changing the seat

Nada como um final de férias pra começarmos a refletir sobre elas. E nessas férias, o que mais fiz foi refletir. Não fiz metade do que queria, mas fiz mais do que achei que ia fazer. De verdade. Nunca achei que depois de algumas coisas, eu ia ter a plena ciência daquilo que sinto e/ou estou fazendo. Foram férias em que descansei do mundo e trabalhei comigo mesmo, pra mim. Sim, egoísta, narciscista, egocêntrico

Acho, não, na verdade eu acredito que isso é necessário em algum momento, para todos nós.

Esse período foi nada mais do que uma pausa que precisava ter do mundo. E mesmo com Facebook, Twitter e outras redes sociais sempre batendo na minha porta (leia tela do notebook), o que mais valeu nesse tempo foram os contatos que fiz com o mundo interior.

E hoje resolvi mudar de lugar, mudar a visão, mudar o conceito. Alguns permanecem aqui comigo, não há como mudar tanto em tão pouco tempo. Mas talvez, fosse o tempo de um novo ano realmente. É o que tenho feito desde que completei 25 anos. E é o que farei nesse próximo ano. Ser um pouquinho mais de mim pra mim mesmo.

Os que conhecem o verdadeiro eu, sempre estarão aqui comigo...certo? Certo!

Infelizmente nada dura pra sempre e algumas mudanças são necessárias. Pro bem, pro mal, pra alegria, pra tristeza. Lágrimas que já foram não podem mais ser recuperadas. Mas o sorriso que solto involuntariamente ao escrever essas palavras, esse vai sempre estar por aqui.

Eu estou aqui...e você?
Feed
Assine o Feed do Desventuras para acompanhar o blog no seu agregador favorito, ou receba gratuitamente todos os posts por e-mail

Deixe o seu comentário: