14 novembro 2011

Red Hot Chili Peppers - Monarchy of Roses

E ai está uma história curiosa...
I'm With You
Capa do disco "I'm With You" 
...pra se contar aqui. Uma verdadeira desventura foi ouvir esse som do Red Hot, que é a faixa de abertura do último disco da banda, chamado "I'm With You", lançado em agosto de 2011 e que é, a exemplo dos últimos discos da banda, muito bom.

Claro, não há como comparar a qualidade que Frusciante tinha. E que desde a sua saída da banda em 2009, ficou no ar aquela dúvida, já que o desconhecido Josh Klinghoffer teria a dura missão de manter a inspiração e o alto nível que em "Stadium Arcadium" (2006) a banda manteve desde "Californication" (1999) já que é de "comum acordo" para todos que "By The Way" foi só uma "passagem" entre os dois discos.

Confesso que numa primeira audição, não me impressionou muito. A pegada de Josh é muito semelhante de Frusciante, talvez pelo fato de dois serem amigos e colaboradores de longa data e por isso a entrada na banda não teve muitos traumas. Mas não me impressionou como "Scar Tissue", "Snow(Hey Oh)", pra citar alguns exemplos. Mas o Red Hot continuava Red Hot...mas com algo diferente no ar.

Mas eis que me propus a ouvir o disco na integra. E é muito visível a evolução e mudança na direção que a banda deu nesse disco. Infelizmente nem todos terão a oportunidade de fazer o que fiz que é ouvir o disco como um todo. Assim como "Stadium Arcadium", "I'm With You" é daqueles que você tem que ouvir do começo ao fim para entender o porque disso ou daquilo.

Sendo assim, quebrei a cara ainda bem e eis ai o segundo single do disco. O clipe foi dirigido por Marc Klasfied e inspirado nas obras do artista Raymond Pettibon, também californiano como a banda.

Enjoy it

Feed
Assine o Feed do Desventuras para acompanhar o blog no seu agregador favorito, ou receba gratuitamente todos os posts por e-mail

Deixe o seu comentário: