31 dezembro 2011

Mensagem de fim de ano...

...só pra ficar um pouco mais do mesmo.
Pois é...e lá se foi 2011. Na verdade, tá indo. Algumas saudades, outras nem tanto. Algumas lições aprendidas, outras nem tanto. Outra nunca mais esqueço.

"As brigas que ganhei, nem um troféu como lembrança pra casa eu levei.
As brigas que perdi, essas sim, eu nunca esqueci, eu nunca esqueciiiiii"
(ouça aqui)

Talvez esses versos de Perdendo Dentes do Pato Fu sejam o resumo do que vou levar de 2011. Não foi um ano ruim, mas talvez daqui a alguns anos não tenha nenhuma saudade. Com exceção de alguns momentos memoráveis, outros nem tanto, 2011 foi o que considero como o fechamento de um ciclo que há alguns anos venho tentando fechar.

Talvez tenha conseguido. Talvez tenha só adiado o processo de renovação interna. A verdade, é que 2011 está marcando como o ano em que definitivamente os resquicios de adolescência chegaram. Algumas coisas nunca irei perder. Outras, foram necessárias serem jogadas fora. (sim, serem mesmo...desculpa, mas é isso.)

Começo literalmente do zero...corpo fechado e a fé mais forte do que nunca.

Obrigado a todos que passaram na minha vida esse ano. E agradeço mais ainda aos que ficaram e ficarão nela.

As coisas boas pra sempre irei lembrar. O resto...bom, é resto e não vale a pena levar.

Até 2012...
Feed
Assine o Feed do Desventuras para acompanhar o blog no seu agregador favorito, ou receba gratuitamente todos os posts por e-mail

Deixe o seu comentário: