12 junho 2012

Vazio

E é só vazio que resta.
E é só isso...
Nem sei se vale o esforço
Nem sei se vale o risco
De me lembrar do medo...
...não sobrou nada.
A culpa é toda minha.
A esperança foi Judas nessa história.
E ficou muito claro de que não deve sobrar nada.
O tempo vai curar mais essa ferida.
Mais uma cicatriz...me desculpe se pra mim foi assim.
Feed
Assine o Feed do Desventuras para acompanhar o blog no seu agregador favorito, ou receba gratuitamente todos os posts por e-mail

Deixe o seu comentário: