06 agosto 2014

Skank - Ali

Lembro bem....
...e nem me envergonho de dizer que comprei, após guardar por algumas semanas alguns trocados do lanche da escola, uma versão "genérica" do disco cuja capa ilustra esse post.

O investimento logo foi perdido, tanto que ouvi aquele CD, oriundo com certeza de algum centro paraguaio.

O Skank sempre fez parte da minha história. A primeira fita K-7, com Samba Paconé, tinha já sucessos que literalmente encheram os ouvidos do Brasil. "É uma Partida de Futebol"  e "Tão Seu"  que o digam.

Mas me recordo que depois dessa K-7, voltei a acompanhar a carreira deles somente no disco Maquinarama (2000), e logo depois, veio o estrondoso sucesso que foi esse MTV Ao Vivo, nos bons tempos em que a MTV ainda era um canal de música de qualidade.

E a qualidade desse disco é incrível. Fato é que o Skank sempre foi e sempre será a banda de pop-rock mais bem sucedida do Brasil (Mamonas é horus concur sempre, ok?). Que me provem o contrário aqueles que não se empolgarem ouvindo qualquer uma das 17 músicas executadas pela banda (ok, ok, talvez "Acima Do Sol" possa ser excluída, porque ainda não entendi o tamanho sucesso que ela teve na época) nesse disco.

Banda mineira, não poderia haver lugar mais apropriado para a gravação seu primeiro disco ao vivo. A Praça Tiradentes, na cidade histórica de Ouro Preto, foi tomada pelo público pela última vez, já que não são feitos mais show desse porte para que a estrutura das construções ainda suportem mais alguns anos, em dois shows onde o repertório foi escolhido pelos fãs em votação pelo site da banda. Algo que na época era muito raro e quase que inédito.
O sucesso foi inevitável e me lembro de ter gravado em VHS esse show e ter até pedidos dos vizinhos para voltar o show...na íntegra.

Contudo, como em todo disco, sempre tem uma música que você ouve e diz..."essa realmente...". "Ali", composição em parceria com Nando Reis, é uma daquelas pérolas esperando para serem descobertas, nesse caso escondida no disco Maquinarama, já também citado aqui.

Arrisco dizer que é uma das mais belas letras e baladas românticas que já ouvi na música brasileira...e se o título é exagerado, a carga emocional produzida por ela pode provar o contrário.

Fica o desafio, ouça sem medo:

"Virá com ela que entrega,
Virá sim, assim virá que eu vi
Virá ou ela me espera
Virá pois ela estava ali"

Letra completa aqui
Feed
Assine o Feed do Desventuras para acompanhar o blog no seu agregador favorito, ou receba gratuitamente todos os posts por e-mail

Deixe o seu comentário: