15 setembro 2015

Lá Bem do Alto #24para29

E lá bem do alto,
Vejo o mundo, vejo sonhos, vejo tudo.
Vejo o pequeno, que se sente gigante.
Vejo o pequeno, que é gigante.
Vejo nuvens, vejo o céu, por cima dele mesmo.
Vejo o mundo, vejo o raso, vejo fundo.
E lá bem do alto,
Vejo a curva que me diz que nada acaba no horizonte
Vejo a cor que me fala que nada acaba quando fica escuro
Vejo a dúvida, o medo.
Vejo a negativa, vejo a desistência.
E lá bem do alto
Vejo o futuro, vejo esperança
Vejo o espelho, vejo a mim mesmo
Vejo o nada, vejo o mundo.
Mundos belos, mundos perfeitos.
Mundos sujos, mundos imundos.
E lá bem do alto.
Mundos perdidos, mundos descobertos
Mundos em guerra, mundos em paz.
E lá bem do alto.
Vejo amor, vejo poesia e vejo você.


obs: Vi lá no Lista 10 essa foto que o geofísico alemão, Dr. Alexander Gerst, que viveu entre 28 de maio até 10 de novembro de 2014 na Estação Espacial Internacional, tirou essa e outras fotos incríveis da Terra. Clique aqui para ver mais fotos como a que ilustra esse post


Feed
Assine o Feed do Desventuras para acompanhar o blog no seu agregador favorito, ou receba gratuitamente todos os posts por e-mail

Deixe o seu comentário: