28 março 2016

Lá Se Vai Outro Sonho

São muitos rostos desconhecidos,
sonhos infinitos,
planos falidos.

Passam,
vão e vem,
alguns por mais que um segundo,
outros pelo tempo
da luz do semáforo.

São muitos nomes,
histórias diferentes,
vontades divergentes.

Voltam, indo e vindo,
alguns com mais força
que a vontade explica,
outros adentram a estação
e se perdem na cidade.

Transporte público,
particular,
locomoção limitada,
já que o corpo não aguenta
tanto universo dentro de um coração humano.

A alma canta,
os olhares falam,
a boca cala,
ouvidos decifram o segredo.

Não há mais tempo,
lá se vai outro sonho,
lá se vai outro humano,
lá se vai mais uma historia
ou não sei
de começo, meio e fim.



Feed
Assine o Feed do Desventuras para acompanhar o blog no seu agregador favorito, ou receba gratuitamente todos os posts por e-mail

Deixe o seu comentário: