15 março 2016

Sobre Coragem e o Novo

Pequenas turbulências deixam o recado claro na cabeça: deixa o cinto sempre apertado.
Arriscar viver um sonho é coisa pra poucos. E mais poucos ainda admitem quando é a hora de parar, para conquistar outros sonhos.

A vida infelizmente não nos dá a oportunidade de reescrever a história. Enfrentar o mundo é fácil quando nos deparamos com nós mesmos. E quem tem coragem de dizer não a si próprio?
Em um mundo onde as palavras "liberdade" e "limite" se confundem, é complicado tirar a venda dos olhos pra ver o que realmente está sendo construído de dentro pra fora.

E quando olhamos pela janela, a tinta da pintura da nossa vida já secou.
É isso o que quero? É isso o que você quer?
Olha pra sua vida e ter a certeza plena de que é isso que queremos é tão falso quanto ouvir de 99% das pessoas que são felizes.

Como mensurar a felicidade plena? Quem disse que é possível mensura-lá?
Momentos, lembranças, uma palavras, uma dança, uma música, uma noite...uma cama.
A vida é um grande quebra-cabeça e quando você para e olha pra ele lá de cima e fora da sua zona de conforto, é ai que a porra fica séria de verdade.

Ter a coragem de pintar uma nova tela, com novas cores. Ter a coragem de escrever uma nova página. Ter a coragem de dizer não. Saber quando parar...
Não tem manual de instruções...aprendi isso caindo e levantando.
E você...quando vai ter coragem de rever, manter ou excluir o que é preciso?



Feed
Assine o Feed do Desventuras para acompanhar o blog no seu agregador favorito, ou receba gratuitamente todos os posts por e-mail

Deixe o seu comentário: