03 março 2016

Truque de Mestre

Ultimamente estou vivendo uma situação muito chata...
...para um cara que gosta tanto de cinema e séries: muita coisa boa que deixei de ver nos últimos dois anos.

Ainda não descobri o motivo exato disso, mas é fato que nunca é tarde pra correr atrás do tempo perdido. E um dos filmes dessa extensa lista de atrasos do Leitão, envolve esse filme que acabei de ver.

E porque Truque de Mestre (2013) é um dos filmes mais divertidos que vi recentemente? O simples fato de ter como temática principal a mágica, já me chamou a atenção. Mas sempre passa por ele na lista do Netflix, pois uma hora teria tempo tranquilo pra vê-lo.
O que mais me "irrita" é que eu poderia já ter visto ele milhares de vezes antes...mas...bom...vi ele hoje. E olha, a mágica, assim como a arte do cinema, é uma das coisas mais bacanas que o ser humano já inventou.

Todos nós temos sim, aquela faísca que quer acreditar em algo além da nossa compreensão. O medo anda de mãos dadas com a curiosidade e isso torna tudo que vai além do entendimento comum, incrível.

Ao brincar com esse elemento, o roteiro do trio Ed Solomon, Boaz Yakin e Edward Ricourt consegue criar um ótimo quebra-cabeça em um filme que é raro por um simples fato: ser inteligente. Sério, não me lembro de um filme tão divertido quanto esse desde Onze Homens e Um Segredo (2001).

A história, que parece ser simples no início, se desenrola de uma maneira direta e objetiva, sem buscar no passado de (quase) todos os personagens uma motivação para aquilo. São quatro mágicos, auto-denominados "Os Quatro Cavaleiros", liderados por Daniel Atlas (Jesse Eisenberg) e completam a formação Merritt McKinney (Woody Harrelson), Henley Reeves (Isla Fisher) e Jack Wilder (Dave Franco) que, cada qual com suas habilidades específicas, farão parte de um plano/show, divido em três atos e que serão perseguidos pelo agente do FBI Dylan Rhodes (Mark Ruffalo).
Na busca pelos mágicos que, publicamente comentem um assalto a um banco francês, ele contará com a ajuda da agenda da Interpol Alma Dray (Mélanie Laurent) e de Thaddeus Bradley (Morgan Freeman), famoso desmistificador de mágicos.

Como o próprio filme sugere desde o seu início, quando se vê perto demais algo, perdemos o quadro maior dessa cena que vai ser formando em frente aos nossos olhos. E isso é muito divertido, quando um filme não tenta brincar com a nossa inteligente: está tudo ali, é só você querer ver o que realmente está ali.

E em meio a uma trama que parece ser rasa e pouco complexa, o jogo de gato e rato tem algumas das cenas mais bacanas que vi em um filme. A direção Louis Leterrier (O Incrível Hulk - 2008) é precisa na sua proposta de trazer esse mundo mágico a tela. Mágica que graças a uma fotografia ágil e efeitos práticos e especiais muito bacanas, entregam a cereja no bolo que é esse filme.
Esperando a já anunciada sequência, que promete elevar o nível dessa mágica que olha, para o primeiro ato, causou uma bela impressão. Dois passos pra trás e tudo fica mais claro.

TRAILER

FICHA TÉCNICA
Truque de Mestre (Now You See Me) - 2013 - 115 min. - EUA/França - Suspense
Direção: Louis Leterrier
Roteiro: Ed Solomon, Boaz Yakin (história) e Edward Ricourt (história)
Elenco: Jesse Eisenberg,  Mark Ruffalo, Woody Harrelson, Mélanie Laurent, Isla Fisher, Dave Franco, Michael Caine, Morgan Freeman.
Site Oficial: http://www.nowyouseeme.movie/






Feed
Assine o Feed do Desventuras para acompanhar o blog no seu agregador favorito, ou receba gratuitamente todos os posts por e-mail

Deixe o seu comentário: