22 maio 2016

Caminhada a Lugar Nenhum

Acordei
Mas acordei diferente
Acordei
Mas acordei em outra vibe.

A estação estava mal sintonizada
Agora, nada de estática.
Apenas o silêncio de ondas sonoras
Que gritam por sossego.

Sossego
Paz nos pensamentos, paz no coração
Sossego
Descanso para os pés cansados
De uma caminhada a lugar nenhum.

Lugar
Não mais com nome e nem rosto definido
Lugar
Apenas mais uma entre várias incógnitas.

A morte de mais uma certeza incerta
Fundada em alicerce sem estrutura
Caiu e ruiu mais um pedaço

Fechado para obras,
Reforma de um coração fracassado.



Feed
Assine o Feed do Desventuras para acompanhar o blog no seu agregador favorito, ou receba gratuitamente todos os posts por e-mail

Deixe o seu comentário: