21 janeiro 2017

Alter Ego | Sobre Trabalhos e Preguiças

O dia foi inteiro perfeito. Perfeito para um dia de preguiça. Levantou tarde, por voltar das 10, tomou o tão adorado café com leite (sem açúcar). Olho para o céu, e sorriu. Pois mesmo por entre o céu cinza, havia luz.

Mesmo com a chuva que caia, sabia que a proteção maior. Não, os problemas não sumiram. E não, o mundo não virou um conto de fadas. Mas de repente, sentiu paz.

Aquela caminhada pela durante a fria garoa, de uma sexta-feira atípica, esfriou os pensamentos. Sofrer por antecedência é desnecessário no atual momento. Sentou-se ao sofá...molhado mesmo, abriu uma cerveja...e começou a sorrir.

Se falta de um lado, sobra do lado. E entre pesos e medidas, sobra muitas luzes no fim de curto túnel.

Se sobra preguiça, a coragem ganha mais uma luta. E entre deixar e fazer, encara o final de semana com muita vontade.

O que foi ontem, se reflete no hoje, é fazer o hoje para que o futuro, seja pra gastar essa fortuna acumulada. Seja em amor, preguiça ou até mesmo, cervejas.
Feed
Assine o Feed do Desventuras para acompanhar o blog no seu agregador favorito, ou receba gratuitamente todos os posts por e-mail

Deixe o seu comentário: