03 dezembro 2015

No Final das Contas

E não dizem que são peças diferentes que montam um quebra-cabeça?
Parecidas, mas nunca iguais entre si.
Uma curva, um contorno.
Individualidades que consegue se unem entre si.

E no final das contas,
uma bela imagem de algo que se imaginou um dia.

O reflexo de uma caixa bonita.
O mosaíco de uma personagem empolgante.
O retrato de uma época bacana.
O quadro de uma memória inesquecível.

E não dizem que são cores diferentes que ilustram uma bela tela?
Todas com o branco, mas que são únicas diante dele.
Um pigmento, uma gota que permanece única.
Mas que dão o tom certo para a mais bela pintura.

E no final das contas,
uma bela obra de arte de algo que se teve um dia.

A emoção de um primeiro olhar.
A verdade por trás de tantos medos guardados.
A coragem em admitir sentimentos.
A vontade de ser feliz acima de tudo.

E no final das contas,
uma bela história que deixou de ser contada.
Feed
Assine o Feed do Desventuras para acompanhar o blog no seu agregador favorito, ou receba gratuitamente todos os posts por e-mail

Deixe o seu comentário: