14 março 2016

Apelidei de Amor

Porque
...assim como a semente que gera a árvore,
...assim como a árvore que gera o fruto,
...assim como o fruto que gera o alimento,
...Assim como o alimento que gera a força,
...assim como a força que gera a vontade,
...assim como a vontade que gera o sonho,
...assim como o sonho que gera a batalha,
...assim como a batalha que gera a conquista,

Me lembro a cada dia
...mesmo que algumas árvores caiam,
...mesmo que alguns frutos não crescam,
...mesmo que o alimento não traga toda a força,
...mesmo que a vontade se perca em algum momento,
...mesmo que o sonho seja um breve pesadelo,
...mesmo que algumas batalhas se percam,

Ainda assim me lembrarei que você é (ou foi)
...a melhor semente que já plantei,
...o fruto mais belo que já cultivei,
...o alimento que plenamente me satisfaz,
...a força além de qualquer entender,
...a vontade que me move em frente,
...o sonho mais belo que já sonhei,
...a batalha mais árdua que já ganhei,
...a conquista mais bela que a vida já me deu,

E assim sigo crescendo, graças ao poder de seu regador que eu apelidei de amor.
Feed
Assine o Feed do Desventuras para acompanhar o blog no seu agregador favorito, ou receba gratuitamente todos os posts por e-mail

Deixe o seu comentário: